segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Frutos do Espírito


















" Eu sou a videira verdadeira, e meu pai é o agricultor, todo ramo que, estando em mim não der fruto, Ele o corta, e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda."  João 15, 1-2.


     Quando vemos uma criança muitas vezes dizemos, é a cara do pai, é idêntico ao pai. Assim devemos ser, quando estamos enxertados na videira verdadeira que é Jesus, devemos nos parecer com Ele. O mundo tem que olhar para nós e dizer:Você é a cara do Pai.  Quanto mais o fruto de Deus é enxertado em nós, mais nos parecemos com Jesus.
      A medida que a injustiça dos homens se intensifica no mundo, mais o caráter de Cristo deverá aparecer em nós, para que possamos fazer realmente a diferença. O Senhor é um pai que nos corrige.  Deixe-o te lapidar, podar, limpar  para que você possa ser um filho parecido com o Pai. Ele espera frutos em nós, lá no calvário, ele nos viu e sabia que muitas vezes poderíamos decepcioná-lo, mas morreu por nós assim mesmo. Deus é Amor e o amor é o primeiro Fruto do Espírito. Não adianta fazer grandes obras, ter muitos dons viajar o mundo pregando a palavra. Na carta de Paulo aos Coríntios vemos a importância desse fruto maravilhoso que se chama Amor: "Ainda que eu fale as línguas dos homens e  dos  anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência: ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso se aproveitará.
O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." 1 Co 13:1-7

O primeiro fruto na vida de um crente é o Amor, você pode ganhar o mundo e perder a sua alma. Você ama todas as pessoas? Você tem Amor por aqueles que te feriram? Você tem raiz de amargura?

O segundo fruto é a alegria. Estar alegre independente das circunstâncias, pois a alegria do Senhor é a nossa força.
       
O terceiro fruto no coração do salvo é a Paz, aquela paz que vem do Senhor que excede todo o entendimento.

Depois a longanimidade, ânimo longo, saber esperar no Senhor com bom ânimo, nunca desistir das coisas de Deus.

Benignidade é o próximo fruto,  nunca agredir ninguém, ser manso e humilde de coração o salvo se demora a irritar-se, é benigno.

A bondade é caridade, é olhar ao redor e ver as necessidades dos irmão, é saber acolher.

Fidelidade: o crente fiel é agradecido, não se resume as bênçãos recebidas, mas no conhecimento de Deus, passa por dificuldades, mas permanece firme, pois confia no Senhor. Deus é fiel e o crente deve ser fiel.

Jesus nos fala de mansidão dizendo para que sejamos como Ele, manso e humilde de coração.

O domínio próprio para  que possamos dominar sobre o nosso corpo, a nossa língua. Não é fácil  manter-se fiel, os homens são maus, as coisas do mundo são convidativas, não é fácil negar-se a si mesmo.

Os dons são para uso ministerial,  porém aqueles que tiverem os Frutos do Espírito entrarão na Glória e lembre-se sempre que pelos frutos é que se conhece um Cristão e que devemos nos parecer com Cristo e ser A CARA DO PAI.  
Texto retirado do blog da Dinara    http://dinaradef.blogspot.com/


                                                  Vamos Refletir?

 Eu quero ser a cara do meu pai, e vc? Esta buscando os frutos do Espírito, será que existe algo melhor para nós que fazer a vontade do nosso Pai que está nos céus?. Verdadeiramente nada se compara a Glória que teremos ao obedecermos os seus estatutos. Que os Frutos Espirituais superabundem em nossos corações.

                                                    By Ivana Guimarães
                                    

2 comentários:

  1. Obrigada por postar meu texto em seu blog, sempre quando quizer sirva-se, pois a palavra é o alimento que temos para compartilhar com os irmãos. Fico muito feliz por isso. Deus a abençõe grandiosamente.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada irmã Dinara pela gentileza.

    ResponderExcluir